Seleção Brasileira conquista duas medalhas na Copa do Mundo de esgrima em cadeira de rodas

Jovane Guissone no pódio. Foto: CPB/Divulgação

No último domingo (16), foi encerrada a etapa de Eger, na Hungria, da Copa do Mundo de esgrima em cadeira de rodas, na qual a Seleção Brasileira conquistou duas medalhas, uma de ouro e uma de bronze. Jovane Guissone e Mônica Santos foram os paratletas que conseguiram um lugar no pódio.

Guissone consagrou-se  campeão ao vencer o francês Yannick Ifebe por 15 a 8 na espada – mesma prova em que ele conquistou o ouro nos Jogos Paralímpicos de Londres, em 2012.

De acordo com o paratleta, “as Copas do Mundo, que antecedem os Jogos, são de extrema importância. Elas somam pontos para a classificação que agora está garantida, e me dão ritmo de jogo em um alto nível. Estou trabalhando para chegar na minha melhor forma e repetir o ouro de 2012. As expectativas são as melhores!”

Já Santos, ficou com a medalha de bronze no florete após ser superada pela russa Viktoria Boykova pelo placar de 15 a 2. A campeã nesta disputa foi a tailandesa Saysunee Jana.

“A Copa do Mundo sempre é muito importante, pois é onde conseguimos ver, gravar jogos das adversárias, onde tem toda uma questão de rank… realmente é uma competição preparatória para as Paralimpíadas, e, com meu resultado, veio a confiança de saber que estou no caminho certo.” – ressalta Mônica.

Mônica Santos durante competição. Foto: Graziella Batista/CPB/Mpix

Além disso, a paratleta também comenta sobre a preparação e a expectativa para os Jogos deste ano:

“A preparação está um pouco turbulenta, gostaria de estar treinando mais. Moro em uma cidade e treino em outra, 120 km por dia. Tem gastos de combustível e pedágio, em torno de R$ 100,00 diários. Mas estou na luta, acredito na minha disciplina, meu foco e na minha fé. Faço treinos em casa e aproveito o máximo que consigo na sala de esgrima. Estou confiante. A expectativa é dar o meu melhor possível, e deixar o resultado vir. Eu creio que Deus sempre tem um propósito para nós, e vamos ver para onde ele vai me levar.”

Além dos dois paratletas, outros cinco brasileiros foram convocados para a Copa do Mundo de esgrima em cadeira de rodas: Alex Sandro Souza (categoria A), Carminha Oliveira (categoria A), Fabiana Soares (categoria A), Moacir Ribeiro (categoria A) e Vanderson Chaves (categoria B).

Vale ressaltar que esta etapa do Mundial foi a última fase aberta do continente europeu e contou pontos para o ranking classificatório para os Jogos Paralímpicos deste ano que ocorrerão em Tóquio.

Segundo Arno Schneider, Diretor Técnico da Confederação Brasileira de Esgrima, “os atletas somaram pontos importantes para poder garantir a vaga nos Jogos. A Copa do Mundo é um termômetro importante da fase de treinamento de nossos atletas e nos dá confiança de que o trabalho de treinamento está sendo bem feito.”

Agora as próximas etapas da Copa do Mundo serão em São Paulo, no Centro Paralímpico Brasileiro, entre os dias 11 e 14 do mês de março, e em Varsóvia, na Polônia, durante o mês de julho.


 

Bruno Guerra é jornalista formado pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), fã de esportes, apaixonado por marketing digital. Sempre disposto a ajudar e aprender coisas novas, ele busca histórias e experiências únicas no mercado de trabalho. Desde 2018 trabalha com SEO, revisão e produção de textos otimizados para web, principalmente para blog’s e Link Building. Espera fazer a diferença com a equipe do Aliança Esportiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *